Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Como a manutenção centrada em confiabilidade (MCC) ajuda a aumentar o lucro das empresas

por Douglas Pinho Soares | 29/11/2016
Copiado!

Vivemos em tempos de grande crise econômica, em que muitas empresas do ramo do metal e da mecânica têm buscado a redução de custos a fim de sobreviverem no mercado. Grande parte dessas empresas têm gastos exorbitantes para manterem os equipamentos mecânicos funcionando de forma a aproveitar melhor a vida útil de suas peças e aumentando consequentemente a sua confiabilidade.

(Via)

(Via)


Confiabilidade é a capacidade de um item de desempenhar uma função requerida sob condições especificadas, durante um intervalo de tempo (NBR 5462-1994). A princípio a MCC (Manutenção Centrada em Confiabilidade) surgiu para diminuir o custo das empresas no conserto das peças dos aviões. Com o tempo foi percebido que, além da redução de custos, a aplicação da MCC trouxe a diminuição do número de acidentes, das falhas nos equipamentos e o aumento de sua disponibilidade. No idioma inglês a sigla MCC tem outra nomenclatura conhecida como RCM (Reability Centred Maintenance).
Para aumentar a confiabilidade deve haver o monitoramento dos equipamentos com o auxílio de computadores de última geração. Eles interpretam as diversas variáveis do equipamento em funcionamento e exibem os sinais em uma interface gráfica, sendo então possível o operador interpretar esse método analítico que visa aumentar a otimização da produção. Antes dos surgimentos dos computadores a gestão da manutenção era feita de forma manuscrita na prancheta, tendo muita morosidade e com um risco frequente de perdas da informação, pois os papéis com as anotações dos gestores poderiam se danificar ou se sujar com algum material que não fosse possível ser removido. Além disso, era necessário ter um grande espaço físico para armazenar as informações acarretando uma grande demora na pesquisa das mesmas.
Atualmente, o acompanhamento dos equipamentos está além de pranchetas e planilhas do Excel. A tendência é a migração de softwares para ambientes virtuais conhecidos como cloud computing ou computação em nuvem. Este avanço permite que o usuário tenha acesso aos dados não somente no computador, mas em qualquer dispositivo móvel que tenha acesso a plataforma virtual. Segundo o autor Lisandro Sciutoo, dentro dessa plataforma, é possível se comunicar com outros usuários através de um sistema de colaboração, onde eles recebem alertas por computador e celular, com detalhes sobre os problemas. Desse modo os técnicos recebem orientação de como realizar o trabalho e as direções a serem tomadas. A rede de colaboração permite que eles mandem fotos do problema para outros técnicos e engenheiros auxiliarem na tarefa.
De nada adianta monitorar o funcionamento adequado dos equipamentos se não houver uma equipe qualificada e preparada para efetuar o reparo das falhas mecânicas assim que elas forem detectadas. É necessário haver uma parceria entre as equipes de operação e manutenção, pois a primeira tende a operar os equipamentos da maneira correta e a segunda precisa manter os equipamentos em perfeitas condições de uso. Deve haver melhorias na estrutura da empresa tanto em termos materiais (máquinas, equipamentos, ferramentas, matéria-prima, produtos etc.) como em termos humanos (aprimoramento das capacitações pessoais envolvendo conhecimentos, habilidades e atitudes).
A equipe de inspeção mecânica deve inspecionar através de aparelhos específicos quais são as possíveis variáveis do equipamento que diferem do que foi especificado no projeto. Essas variáveis podem ser de vários tipos como a variação da temperatura, do torque dos parafusos, da qualidade dos óleos lubrificantes, das vibrações mecânicas, da rugosidade das superfícies que exigem maior tolerância da existência de trincas, etc. A equipe de manutenção não deve esperar as peças quebrarem para poderem ser substituídas. Isso só pode ocorrer se for mais viável economicamente esperar que isso aconteça desde que a quebra não ofereça riscos de acidente para as pessoas que trabalham próximo do equipamento e deixe o equipamento parado por muito tempo vindo a afetar as metas de produção.
O aumento das falhas dos equipamentos é um dos motivos que acarreta na diminuição do lucro, gerando altos custos e tornando a empresa menos competitiva no mercado de trabalho. Este aumento ocorre devido a erros na gestão financeira da manutenção que podem causar baixa produtividade devido às paradas para manutenção. Muitas empresas possuem praticamente tudo o que precisam, mas acabam investindo em novas tecnologias e novos recursos que podem gerar um grande prejuízo pelo fato de não conseguir mantê-los. A gestão da manutenção deve capacitar a mão de obra que possui e saber explorar os recursos disponíveis para ter uma gestão eficiente e eficaz.
 

Copiado!

Comentários