Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

BDE Explica: poços tubulares

Engenharia 360

2 min

POR José Joebson Lima 28/07/2016

poco3-blog-da-engenharia.jpgSabemos que nem sempre é possível planejar o projeto de barragens para alguns zonas pelo fato de seus índices pluviométricos serem baixos, não sendo suficientemente viável do ponto de vista técnico e também econômico para a construção de represas (açudes). Atestada esta inviabilidade, recorremos a tecnologia, e vamos buscar essa água no subsolo (águas subterrâneas), se utilizando de perfuratrizes e estudos geológicos para encontrar água.
poco2-blog-da-engenharia.jpg
A construção dos Poços Tubulares (também conhecidos como Artesianos) remontam a história das civilizações. E, assim como tudo nasce de uma necessidade, retirar água do subsolo também nasceu assim. “O termo ‘POÇO ARTESIANO’ data do século XII, ano de 1.126, quando foi perfurado na cidade de Artois, França, o primeiro poço desse tipo. Quando a própria pressão natural da água é capaz de levá-la até a superfície, pronto temos um poço artesiano. Quando a água não jorra, sendo necessário a instalação de aparelhos para a captação da mesma, tem-se um poço semi-artesiano”.
 Os indícios nos levam a saber que em 12.000 (doze mil) anos antes de Cristo já se havia vestígio do uso de recursos subterrâneos para obtenção de água, na Bíblia já temos relatos de técnicas de escavação do tipo. Mas, nessa história toda o fato a ser mostrado é que, na impossibilidade de construção de barragem/reservatório/açude para sobrepujar o abastecimento das cidades, assim como também nos períodos de duradouras estiagens que prejudicam os índices de recarga das represas, a perfuração de poços é imprescindível. Para tanto, é necessário apenas dotar de tecnologia perfuratriz necessária, seguindo trâmites legais e normativos profissionais. Para nortear, existem as Normas Técnicas para construções deste tipo, que é um serviço especializado de Engenharia e Geologia.
poco-blog-da-engenharia

O Projeto de Construção de Poços Tubulares Profundos é regido pelas seguintes Normas da ABNT:

NB – 588 Projeto de poço para captação de água subterrânea

NB – 1290 Construção de poço para captação de água subterrânea.

Sabemos, sobretudo, que a Região brasileira que mais sofre com os baixos índices pluviométricos é o Nordeste (NE), por isso, avanços em projetos como poços tubulares e barragens subterrâneas são em muito uma grande alternativa para desafogar nossas barragens quando não receberem água necessária para realizar seu ciclo.
poco4-blog-da-engenharia.jpg
Imagens: Shutterstock

José Joebson Lima

mais
Imagem padrão usuário Engenharia 360

VEJA TAMBÉM

6 Resultados
3 coisas que um engenheiro deveria olhar ao comprar um fone de ouvido
Pesquisadores desenvolvem ferramenta portátil para detecção de cianotoxinas
Substituição no anodo de grafite pode melhorar as baterias recarregáveis
Bombeamento de água subterrânea interfere na vazão de rios: veja efeitos nos EUA
Curso de especialização na Europa pode ser mais barato que um MBA no Brasil
Novo sistema de prótese manual promete maior precisão e treinamento mínimo
Podcast 360
Ouça ou baixe podcasts
exclusivos da engenharia
Ver Todos

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ

6 Resultados