Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Anatel propõe internet banda larga com número de telefone e fim do uso de código de DDD das operadoras

por Luana Espindola Ribeiro Aguiar | 08/05/2020
Copiado!

Anatel anuncia estudo para mudanças relacionadas à internet fixa e fim do uso de código de DDD das operadoras para chamadas interurbanas.

No dia 30 de abril deste ano, a Anatel (Agência Nacional das Telecomunicações) surgiu com uma proposta de revogar 16 regulamentos em vigor e unificar diversas regras sobre numeração telefônica.

Dentre essas regras, está o fato de conceder números telefônicos à serviços de internet banda larga fixa. Não, não estamos voltando a era da internet discada, vamos explicar! Essa proposta não é nova, vem sido estuda há 10 anos, desde o primeiro PGR (Plano Geral de Atualização dos Regulamentos das Telecomunicações no Brasil), em 2008.

Segundo o conselheiro da ANATEL, Emmanoel Campelo, atribuir números do telefone fixo à banda larga (Serviço de Comunicação Multimídia, SCM), a internet que usamos em nossas casas atualmente, é mais conveniente, já que muitos usuários estão deixando de adotar linhas de telefonia fixa em suas residências, o que libera números que podem ser adotados pela internet.

logo da Anatel

Campelo ainda afirma: “A melhor alternativa é atribuir plano de numeração já existente ao SCM e não uma nova faixa de numeração…” O objetivo central da proposta é que, atribuindo um número à pontos de internet de banda larga fixa, ocorra uma ampliação da competição com relação aos pequenos provedores. Além disso, espera-se que ocorra uma convergência tecnológica. Tal proposta facilitaria a venda de pacotes e combos, que poderiam passar a oferecer serviço de voz e dados em uma única linha.

A ANATEL também surgiu com a proposta de acabar com os códigos de seleção de prestador (CSP), os famosos códigos de DDD das operadoras, que são utilizados em ligações interurbanas e internacionais. Dessa forma, os usuários deixariam de utilizar os códigos 15 (Vivo), 21 (Claro), 31 (Oi) e 41 (Tim) para efetuar ligações para números com DDDs diferentes.

Todas as alterações ficarão disponíveis para acesso e opinião do público por 45 dias e depois voltarão a ser analisadas pela ANATEL

nuvem de wi-fi conectada a outros elementos digitais, internet das coisas

A agência ainda se posicionou com relação a chegada da Internet das Coisas (IoT). Segundo a ANATEL , em 2025 espera-se 104 milhões de pontos M2M (máquina a máquina), aparelhos que possuem número de telefone celular, como, por exemplo, máquinas de cartão de crédito e rastreadores de caminhão. Já os modelos de 9 dígitos, utilizados atualmente, permitem 100 milhões de combinações por DDD. Com, isso ela ainda propõe liberar novos prefixos de telefone: 400, 0300 e 0500.

E ai o que acharam? As inovações e avanços tecnológicos não param não é mesmo?! Deixem suas opiniões nos comentários e nos dê mais dicas sobre esses assuntos tão inovadores e que estão mundano nossas vidas cada dia mais.

Dê uma olhada em mais alguns de nossos posts relacionados:

Fontes: GLBNews, Almanaquedojeremias.

Copiado!
Engenharia 360

Luana Espindola Ribeiro Aguiar

Engenheira Civil ,pesquisadora , sonhadora, redatora, colecionadora nerd e apaixonada pela Marvel. Mestranda em Engenharia Geotécnica, Pós-graduanda no MBA em Gestão e Engenharia de Custos e Pós-graduanda no MBA em Gerenciamento de Obras.Produtora de conteúdo para o meu IG Profissional @luanaribeiroeng no Instragram.

Comentários