Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Sabe o que é um Tesseract? O Engenharia 360 explica!

por Cristiano Oliveira da Silva | 12/01/2022

Provavelmente você conhece as pedras do infinito dos filmes da franquia da Marvel. Dentre essas pedras, encontra-se a “pedra do espaço”, apresentada pela primeira vez no filme ‘Capitão América: O Primeiro Vingador‘. Talvez você também saiba que o objeto utilizado para guardar/proteger essa joia do infinito seja um artefato chamado Tesseract. Nos filmes, é pouco abordada a sua natureza. Vamos, no texto a seguir, entender melhor o que é esse tal de Tesseract e sua relação com espaços multidimensionais.

realidade relativa
Imagem reproduzida de Culturice

Será que a realidade é 4D?

Como já foi abordado em matérias apresentadas pelo Engenharia 360, na Teoria da Relatividade proposta por Einstein, o tempo é considerado uma dimensão e incorporado à formulação dessa Teoria. A máxima que representa esse novo paradigma na forma de enxergar o tempo é de que “o tempo é relativo”. E mais, que além de relativo, fluindo diferente em diferentes referenciais inerciais, o tempo é uma consequência da presença de gravidade.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

E porque a realidade é 4D? Simples: porque essa quarta dimensão, somada às 3 dimensões espaciais que vivemos, representa a nossa (pelo menos, parcialmente) realidade: vivemos num espaço 3D com a dimensão tempo associada.

realidade relativa
Imagem reproduzida de makia

Mas existem objetos 4D?

No mundo em que vivemos, não conseguimos perceber diretamente dimensões superiores à 3D, uma vez que somos seres 3D. Embora não possamos “observar” diretamente as dimensões superiores por conta das nossas próprias limitações perceptivas na forma em que existimos, podemos usar nosso cérebro para buscar maneiras de entender melhor isso.

O tesseract, enquanto uma entidade matemática, é a projeção na nossa realidade 3D de um hipercubo de uma realidade 4D.

É fato que não conseguimos enxergar um hipercubo. Por quê? Simplesmente porque um hipercubo é um cubo 4D!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Aqui cabem algumas observações muito interessantes: imagine um cubo 3D (pode ser o famoso Cubo de Rubick). Todos aqui sabem representar um cubo num espaço 2D, certo? Então, você sabe que nesse plano 2D, você só dispõe de… elementos 2D (linhas). A noção espacial vem da experiência de saber como é um cubo 3D no mundo físico.

realidade relativa
Cubo de Rubick | Imagem reproduzida de Red Bull
realidade relativa
Imagem reproduzida de henrique iwao

Outra observação que ajudará no entendimento: em um espaço 1D, o “cubo” desse espaço vetorial é um ponto. No espaço 2D, para formar um quadrado, são necessárias 4 entidades 1D (4 vértices). Ou seja, um quadrado é o objeto que representa o cubo 2D naquele espaço bidimensional.

No espaço 3D, vale o mesmo raciocínio: para formar um cubo 3D são necessárias 6 entidades 2D (6 faces).

Até aqui, ninguém leu novidades, apenas uma descrição de geometria.

Do 1D ao 5D

O leitor que gosta de matemática e de tirar conclusões, já deve ter percebido que um objeto de dimensão superior é obtido por um conjunto de objetos de uma dimensão inferior. Exemplo: um quadrado (2D) pode ser desmembrado em quatro partes 1D (pontos); um cubo (3D) pode ser desmembrado em seis superfícies (2D).

Então, é totalmente razoável imaginar que um hipercubo (4D), pode ser desmembrado em partes 3D, ou seja, cubos. Na verdade, para se construir um hipercubo num espaço 4D, são necessários 8 cubos 3D.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

realidade relativa
Imagem reproduzida de Medium

Nota: A título de curiosidade: um hipercubo 5D deverá ser formado por 10 hipercubos 4D (e cada hipercubo 4D tem 8 cubos 3D). Ou seja, um tesseract 5D é formado por 80 cubos 3D! Matematicamente, são infinitos os espaços vetoriais e as regras matemáticas em cada um desses infinitos espaços são muito bem definidas. Os bons alunos de Álgebra Linear já sabiam disso, estou apenas relembrando-os!

realidade relativa
Imagem reproduzida de Shapeways

E como é, afinal, a projeção de um hipercubo 4D na nossa realidade 3D? | Tesseract

Veja, no vídeo a seguir, o autor – além de cientista, astrônomo, astrofísico, biólogo, divulgador científico – Carl Sagan com uma projeção 3D de um tesseract:

Veja Também: Bem-vindo ao futuro! Conheça a nova Engenharia 4.0 com o E360

Comentários

Engenharia 360

Cristiano Oliveira da Silva

- Engenheiro Civil (Poli-USP/2003) - Pesquisador colaborador UFABC - Capacitação e disseminação de BIM - Gerente de Engenharia / BIM Manager - Projetos, Planejamento e Qualidade na empresa BEN - Bureau da Engenharia - INEXH - Instituto Nacional de Excelência Humana - MasterPractitioner e Coach Sistêmico - Analista Corporal - O Corpo Explica - Músico, pai e curioso por natureza